Ventoy: crie um pen drive que faz boot em vários sistemas

EnglishSpanishChinese (Simplified)ItalianPortuguese

Um pen drive para cada sistema operacional (SO) é coisa do passado. Com o Ventoy você consegue listar vários sistemas e escolher em qual deles quer dar boot, tudo a partir de um só pen drive.

Isso é especialmente útil para quem deseja criar uma unidade que contenha várias ferramentas para contornar, diagnosticar ou resolver problemas que vez ou outra acontecem com nossos computadores, como ele não iniciar.

É possível, por exemplo, colocar imagens contendo alguma distribuição Linux, um sistema antivírus para escanear a máquina sem o SO principal rodando, essa ou essa imagem do WinPE ou o memtest86 para verificar a memória.

As possibilidades são muitas. E tudo o que você precisa é de um pen drive com uma boa capacidade (pelo menos 32 GB) e velocidade, como esse daqui que é tão rápido quanto um SSD SATA III.

O Ventoy é o programa responsável por configurar seu dispositivo para que ele seja bootável e liste todas as imagens que você colocar nele. O Ventoy suporta imagens ISO, WIM, EFI, IMG e até mesmo VHD (discos de máquinas virtuais).

Configurando seu pen drive

O primeiro passo é fazer o download do Ventoy a partir do site oficial ou página do GitHub. Depois de baixar e extrair o arquivo zip, execute o arquivo Ventoy2Disk.exe. Essa é a interface do programa:

Algo muito importante que deve ser feito agora que ele está aberto é ir no menu Opção e clicar em Arranque Seguro. Isso ativa o suporte ao Secure Boot, uma ferramenta de segurança presente em vários computadores.

Ela só permite o boot por discos e drives assinados digitalmente de certa maneira. Caso a opção acima não esteja marcada, seu PC pode decidir não carregar o Ventoy.

Pode ser necessário ainda autorizar o Ventoy na BIOS do seu computador ou, mesmo com a opção acima marcada, desativar (temporariamente) o Secure Boot para que o pen drive com o programa possa fazer boot e funcionar.

Mais abaixo há um tópico específico sobre o tema Ventoy e Secure Boot.

Você saberá que o recurso está ativo graças ao cadeado ao lado do número da versão do programa em “Ventoy em pacote” (péssimo trabalho de tradução). Ainda no menu Opção, em Estilo de Partição, deixe a opção MBR marcada.

Caso o computador não goste do esquema de partição selecionado, você pode sempre voltar neste menu e marcar GPT, que é um esquema mais recente do que o bom e velho MBR.

Ao clicar no botão Instalar, o Ventoy vai formatar seu pen drive e criar as partições necessárias. Por isso tenha a certeza de que selecionou a unidade certa em Dispositivo e que não há nada importante nela.

Caso uma nova versão do Ventoy seja lançada, simplesmente baixe e execute o programa para depois clicar no botão Atualizar, isso após ter selecionado o dispositivo correto que ainda se encontra na versão antiga.

Você não vai perder as imagens ISO já transferidas quando fizer esse procedimento.

Carregando as imagens desejadas

O Ventoy cria duas partições no pen drive: uma pequena e oculta de boot e uma maior. Esta é a única visível em seu computador e leva o nome do programa. Coloque nela as imagens dos sistemas que deseja fazer boot.

Por exemplo, baixe a ISO do Ubuntu e a do memtest86 e salve nessa unidade. Quando você der boot no pen drive com o Ventoy, ele listará as duas imagens ISO e você poderá dar boot nelas, uma por vez.

Quando você fizer boot a partir do pen drive com o Ventoy instalado, será recepcionado por esta tela:

Nela estarão listadas todas as imagens que você transferiu para o pen drive, bastando selecionar qual delas deseja carregar. No rodapé, você encontra algumas opções extras.

Por exemplo, apertando F1 vai carregar o sistema desejado a partir da memória caso você esteja com problemas de armazenamento ou algum outro perrengue. Você também pode organizar as imagens de disco em pastas.

Para enxergar essas pastas, selecione a opção TreeView, representada pela tecla F3 na imagem acima. A opção F4, chamada de Localboot, simplesmente carrega o sistema operacional já instalado na máquina.

A opção F5 apresenta algumas ferramentas e configurações como layouts de teclado, configurações de resolução, carregamento de plugins, entre outras. O Ventoy ainda é compatível com temas, caso ache o atual feio.

Por ser baseado no GRUB, algo usado por várias distribuições Linux para que o sistema carregue, o Ventoy suporta temas para esse sistema. Você pode garimpar o site GNOME Look e ver uma aparência que te agrade.

No menu do site, procure pela categoria GRUB Themes. Alguns deles possuem versões especificamente moldadas para o Ventoy (estará explícito no nome do arquivo comprimido), mas outras podem ser adaptadas para funcionar.

Para usar um dos temas, caso ele tenha uma versão específica para o Ventoy, basta copiar a pasta ventoy para dentro do pen drive onde instalou o programa.

Ao fazer boot por ele, o novo tema já estará aplicado. Caso o tema desejado não tenha uma versão específica, simplesmente crie uma pasta chamada ventoy no pen drive e dentro dela crie uma pasta chamada themes.

Esses nomes de pasta obrigatoriamente precisam ser em caixa baixa (minúsculo). Dentro da pasta themes, extraia a pasta com o nome do tema encontrado dentro do arquivo comprimido que baixou do site GNOME Look.

Dentro da pasta ventoy é preciso ainda criar um arquivo chamado ventoy.json que serve para informar ao programa onde os arquivos do tema estão. Dentro do arquivo ventoy.json insira o seguinte:

{
   "theme": {
       "file": "ventoy/themes/<nome da pasta do tema aqui>/theme.txt"
            }
}

Edite conforme necessário, substituindo o trecho <nome da pasta do tema aqui>, e salve o arquivo. Agora, sobre como dar boot a partir do seu pen drive, isso varia de computador para computador.

Alguns só permitem isso editando as configurações da BIOS, outros têm um atalho direto para a lista de dispositivos bootáveis conectados ao PC. Leia o manual da placa mãe para saber como proceder ou busque na internet.

Caso seu pen drive seja listado com duas partições no menu de boot do seu computador, selecione a partição 2.

Configurando o Secure Boot

Na primeira vez que você fizer boot pelo pen drive com o Ventoy num computador com Secure Boot ativo, pode aparecer uma tela para adicionar a chave do programa na lista de dispositivos permitidos.

Procure pela opção “Enroll key from disk” e em seguida selecione a opção EFI ou VTOYEFI. Na próxima tela, selecione ENROLL_THIS_KEY_IN_MOKMANAGER.cer. Em Continue, selecione Yes e em seguida a opção Reboot.

Mas se por um acaso nada acontecer ao tentar fazer boot pelo pen drive com Ventoy ou caso o computador simplesmente reinicie, verifique se marcou a opção Arranque Seguro no programa do Ventoy.

Pronto!

Agora você tem um só pen drive que vale por vários, o que é ótimo para técnicos de informática ou para quem quer ter ferramentas para diagnosticar e reparar problemas na própria máquina.

Este texto é baseado neste vídeo do canal ThioJoe no YouTube e contém uma imagem retirada dele também.