A Netflix está para lançar uma nova série de animação — feita para adultos — chamada Super Drags. Nem estreou (chega dia 09/11) e já está causando polêmica por conta da nota de repúdio de um político.

O seriado tem classificação indicativa de 16 anos e contém linguagem que com certeza não é destinada para crianças. Tanto que não vai estar no catálogo voltado para elas no serviço de streaming.

Além disso, não é a primeira atração da Netflix que, apesar de ser uma animação, é voltada para adultos. Já se encontra disponível e na segunda temporada um seriado chamado Big Mouth, por exemplo.

Se você quer evitar que seu filho veja estes e outros conteúdos que não são feitos para ele, ative o Controle dos Pais. É bem simples e a Netflix mesmo postou uma imagem ensinando como faz.

Netflix respondeu a nota de repúdio usando suas redes sociais.

Caso esteja no computador, clique na sua foto após fazer login no site. Se estiver no celular, clique em Mais. Vá para a opção Contas e depois clique em Controle dos Pais.

Digite sua senha e depois defina um PIN para que o recurso seja ativado. Por fim, selecione a classificação indicativa máxima que seu filho terá acesso. Vou explicar melhor essa parte.

Existem as classificações indicativas Livre, 10, 12, 14, 16 ou 18 anos. Se você selecionar 14, por exemplo, e seu filho tentar assistir um conteúdo voltado para maiores de 16 ou 18 anos, não vai dar certo.

Será necessário inserir o PIN para desbloquear. Conteúdos com classificação Livre, 10, 12 ou 14 anos ficam disponíveis para assistir sem problemas. Você pode ainda restringir atrações por nome.

Assim, independente da faixa etária, o título inserido fica bloqueado. É um erro pensar que a Netflix está tentando corromper os pequenos, já que como foi dito nesse texto, o conteúdo não é destinado para crianças.

É um desenho animado? Sim, mas não significa que elas devam assisti-lo. Em vez de censurar todo mundo, os pais que se sentiram incomodados devem prestar mais atenção no que os filhos consomem.

Existem recursos à disposição para evitar que vejam o que não devem. Podem ser burlados? Sim, mas mais uma vez não é culpa do serviço de streaming.