Os melhores navegadores para ter mais segurança e privacidade

Numa época em que cada vez mais nossas vidas online estão dentro de um navegador, eles sabem muito a nosso respeito. E tudo o que fazemos na internet vale ouro para empresas de publicidade e agentes mal intencionados, o que fere nossa privacidade.

Hoje em dia, com o Opera e o Edge passando a serem baseados no código do Chromium, basicamente restam menos opções para renderizar a web. Agora praticamente tudo roda com o motor do Safari, do Firefox ou do Google.

E como o Chrome é o mais popular, estamos dando de bandeja muitas informações para um conglomerado usar em publicidade. Isso só por ter o navegador instalado. Junta-se o fato de diversos sites terem seu código impregnado com rastreadores.

Pode não parecer precioso para você, mas as informações que compartilha durante sua navegação são muito importantes e dizem muito sobre você. Não deixe que qualquer um tenha acesso a elas.

Abaixo temos alternativas baseadas no Firefox e no Chromium, só que mais voltadas para sua privacidade e segurança.

Brave

Navegador Brave conta com recursos de privacidade embutidos.

Baseado no mesmo código que resulta no Chrome, o Brave tem uma interface bastante familiar. Tem versões para Windows, Linux e MacOS e no seu smartphone pode ser encontrado tanto no Android quanto no iOS e também através da Amazon.

Apesar do código base dele, aqui você se encontra fora do ecossistema do Google. Desta forma, não vai ter uma infinidade de dados sendo enviados para o buscador. Mesmo nas configurações padrão, é ótimo para pessoas que querem privacidade sem esforço.

Não é preciso instalar extensões ou sequer saber quais delas procurar. Por padrão, o Brave bloqueia anúncios e rastreadores de terceiros. Ele também garante que você acesse o máximo de páginas possível por uma conexão segura.

Você pode ainda bloquear o chamado fingerprinting, técnica que permite identificar e colher informações sobre seu comportamento através de uma “impressão digital”. Isso faz com que rastreadores saibam que é você, mesmo em janelas anônimas. Não mais.

Todos os escudos podem ser ativados ou desativados através do ícone do leãozinho laranja ao lado da barra de endereços. Se preferir, você pode visualizar publicidade não invasiva e que não te rastreia enquanto é recompensado.

De forma totalmente anônima, você ganha tokens ao visualizar esses anúncios e pode usá-los para pagar os criadores de conteúdo que você aprecia. Quando ganham esses tokens, as pessoas por trás dos seus sites favoritos os trocam por dinheiro de verdade.

Em breve será possível que você mesmo fique com essa grana, se preferir não apoiar ninguém com os tokens. Tudo está sob seu controle e você pode ativar ou desativar o que desejar, apoiar ou deixar de apoiar quando der na telha.

Tor Browser

O Tor Browser está pronto para acessar qualquer site com maior anonimato.

Você já deve ter ouvido falar no Tor, ou ter ouvido falar na deep web que é acessível somente através dele. O Tor Browser é um navegador muito usado por quem quer um nível superior de privacidade, como jornalistas e defensores dos direitos humanos.

Claro que criminosos também o utilizam, assim como a rede Onion a qual ele permite acesso. Mas temos aqui uma faca de dois gumes que, objetivando a privacidade, acabou sendo usada também para fins nefastos.

Através dele, toda requisição de acesso que você faz tanto a sites da “superfície” quanto a páginas da deep web passa por um grande número de servidores. Eles embaralham a rota até você chegar ao site de destino, dificultando o rastreio.

Assim você navega anonimamente na internet, ocultando tanto quanto possível seu computador e sua identidade. Ele bloqueia ainda os anúncios e rastreadores. Baseado no Firefox, vem com várias coisas desativadas para maximizar seu anonimato.

Tudo é feito para evitar vazamentos que possam identificar você. Todos os cookies e histórico de navegação são limpos quando você fecha o Tor Browser. Além disso, todos os usuários desse navegador são praticamente iguais para empresas de publicidade.

Isso é feito para evitar a já mencionada técnica de fingerprinting. O Tor Browser está disponível para Windows e MacOS incluindo versões portáteis para levar no pen drive. No smartphone, pode ser baixado também no Android e iOS.

Mozilla Firefox

O Firefox já vem com ferramentas para melhorar sua privacidade.

O bom e velho Firefox ganhou um banho de loja com sua versão Quantum. O foco da Mozilla publicamente é a defesa da privacidade do usuário. Já havia falado sobre como incrementar isso anteriormente e se quiser ler a respeito, clique aqui.

Ele por padrão bloqueia rastreadores de terceiros baseado em listas do Disconnect, além de trazer recurso nativo que impede o fingerprinting. De quebra, traz também um bloqueador de mineradores de criptomoedas que sugam recursos da máquina.

Você pode ajustar tudo nas configurações. Porém ele não vem com bloqueio de anúncios embutido. Para contornar isso, existem as extensões recomendadas. Eu particularmente indico o uBlock Origin ou melhor ainda o Nano Adblocker junto com o Nano Defender.

Com o Firefox, você pode também criptografar as requisições de DNS que de outro modo perambulam descobertas pela internet. Mais sobre isso você confere aqui. Ah, em assuntos relacionados, a Mozilla avisa quando seus dados vazam na web.

Chromium Ungoogled

O Chromium é a base do Google Chrome e outros vários navegadores populares. Justamente por conta do seu código aberto é que desenvolvedores podem lançar produtos modificados a partir dele.

Um desses produtos é o Chromium Ungoogled, que é o Chrome sem o Google. Assim temos um navegador mais leve e otimizado, sem depender dos serviços do Google e contando com mais recursos de privacidade, controle e transparência.

Tudo isso enquanto mantém a experiência do Chrome praticamente intocada em outros pontos, sem mudanças no visual nem nada, para deixar tudo bastante familiar. Entre os recursos, você pode desativar a busca na barra de endereços.

É possível forçar que todas as pop-ups abram como abas e não como janelinhas incômodas. Você pode também ocultar ou mostrar partes do endereço como https e www. Ele também usa HTTPS por padrão quando nenhum protocolo é especificado.

Através desta página você encontra mais informações (em inglês) sobre o navegador. Alguns recursos precisam ser ajustados manualmente. O Chromium Ungoogled está disponível para Windows (x64, x86), MacOS, Linux e Android.


Todos eles são compatíveis com complementos dos navegadores nos quais são baseados. Porém cuidado com o que você instala para não estragar o propósito do navegador, como no caso do Tor Browser.

Agora você pode navegar na internet mais seguro, salvaguardando suas informações de olhares curiosos. Tem muita gente interessada em te transformar em produto.

Acompanhe pelas redes sociais