Criptografar pen drive

Criptografe seu pen drive e fique tranquilo caso o perca

Todos nós já perdemos um ou mais pen drives na vida. Nem que seja um daqueles baratinhos com coisas sem importância. Mas se ele guardava arquivos sensíveis, aposto que você desejaria que estivessem seguros.

Para alcançar esse objetivo, você pode criptografar seu pen drive. Isso certamente não vai impedir que ele se perca, mas ao menos seus arquivos estarão a salvo. Há diversas formas de fazer isso, veja algumas logo abaixo.

Criptografando no Mac OS

O Finder do Mac OS permite criptografar pen drives, mas alguns preparativos precisam ser feitos. Como a Apple usa o sistema de arquivos HFS+, o dispositivo também precisa estar neste formato para ser criptografado.

Abra o Utilitário de Disco, selecione seu dispositivo USB e em seguida apague seu conteúdo. Então formate-o no padrão "Mac OS Expandido (Reg. Cronológico)". Agora você estará apto a criptografá-lo.

Para tal, clique com o botão direito do mouse sobre o pen drive e selecione Criptografar. Informe uma senha para manter distante os curiosos. Agora é só esperar um pouco enquanto o processo é concluído.

Criptografando no Windows (e no Linux)

O Windows oferece o programa de criptografia BitLocker. Se você tem uma versão Pro, Ultimate ou Enterprise desde o Vista, possui o recurso disponível. Para funcionar, o pen drive precisa estar formatado em NTFS, FAT ou FAT32.

Clique com o botão direito do mouse sobre o dispositivo que deseja criptografar e formate-o antes para um dos formatos compatíveis. Agora mais uma vez clique com o botão direito do mouse e clique em Ativar BitLocker.

Digite sua senha duas vezes ou use um cartão inteligente, caso tenha um. Salve a chave de recuperação na sua conta da Microsoft, num arquivo ou imprima e guarde num local seguro.

Ela vai servir para o caso de você esquecer sua senha. Se usa uma versão diferente do Windows ou por algum motivo não pode ou prefere não usar o BitLocker, então uma opção é usar o VeraCrypt.

É um dos mais populares programas de criptografia disponíveis no momento. Além disso, é multiplataforma, podendo ser usado em outros sistemas operacionais como o Linux e o FreeBSD.

Quer mais? Temos ainda o USB Safeguard que criptografa SSD, HDD e pen drive, criando um volume virtual nele que só pode ser aberto com senha. Funciona a partir do próprio dispositivo USB em qualquer sistema operacional.

Porém a versão gratuita limita o tamanho do volume a 4 GB. A versão paga aumenta o limite para até 2 TB. De qualquer forma, a criptografia usada é AES 256 bit. Similar ao USB Safeguard, temos também o USB Flash Drive Security.

Ufa! Pronto, com todas essas ferramentas, você deve continuar se preocupando em parar de perder seus pen drives. Mas se o pior acontecer, agora seus dados estarão distantes de olhos curiosos e não autorizados.