Cloudflare lança serviço DNS rápido com foco em privacidade

Hoje é um dia conhecido por pessoas e empresas em busca de pregar peças em amigos e usuários. Mas o Cloudflare decidiu usar esta data para lançar seu novo serviço DNS, que promete resolução de endereços com maior velocidade.

Conheçam então o Cloudflare DNS, que atende a partir dos endereços 1.1.1.1 e 1.0.0.1. Com ele, nasce a promessa de se tornar o resolvedor mais rápido do mundo sem deixar de lado sua privacidade.

O Cloudflare é uma empresa conhecida por proteger sites de ataques e tráfego malicioso, oferecendo ainda um sistema global de distribuição de conteúdo. Na média mundial, o OpenDNS responde em 20 milissegundos e o Google DNS em 34 ms.

Cloudflare Network
Centros de dados a partir dos quais o Cloudflare responde (Reprodução/Cloudflare)

Já o Cloudflare DNS responde em 14 ms. Eventualmente, eles planejam que todos os usuários do serviço tenham uma latência de míseros 10 milissegundos. Isso é importante pois quanto mais rápido ele responder, mais rápido os sites serão carregados.

O que é e como funciona o DNS?

Explico: servidores DNS funcionam como a “lista telefônica” da internet. Usando a analogia de uma agenda de contatos em seu celular, o domínio www.cadusilva.com, é o nome do contato e o número dele seria 45.77.72.223.

Para que você não precise lembrar dos sites que gosta pelo número, os servidores DNS traduzem o nome para a sequência numérica correspondente. Assim, precisamos lembrar apenas do nome do contato, no caso: www.cadusilva.com.

Sempre que você digita um endereço na barra presente em seu navegador, o computador pergunta antes para o servidor DNS a qual número esse nome se refere. Somente ao obter uma resposta válida é que começa o carregamento.

Por isso é tão importante que os servidores DNS respondam muito rápido e de forma precisa. Provavelmente você deve estar usando o servidor do seu provedor de internet. Eles podem ser lentos, te colocar em risco e ainda colher dados sobre sua navegação.

Um servidor DNS deve garantir que você alcance o site que pretende acessar e não uma cópia falsificada com intuito de roubar seus dados ou instalar vírus. Servidores DNS também já foram bastante úteis em burlar bloqueios de governos.

Que bom que servidores DNS existem, pois duvido que você esteja interessado em memorizar endereços IPv6 como 2001:19f0:9002:ca8:5400:1ff:fe5c:8fa para visitar este site que você está lendo, por exemplo.

Aliás, se estiver em busca dos endereços do Cloudflare DNS na versão IPv6, aqui estão:

  • Servidor DNS primário: 2606:4700:4700::1111
  • Servidor DNS secundário: 2606:4700:4700::1001

Foco na privacidade

O Cloudflare garante que todos os registros relacionados às consultas feitas pelos usuários são apagados a cada 24 horas. Para comprovar que sua privacidade não está em jogo, foi contratada uma auditoria independente.

“Jamais guardamos a lista dos lugares onde as pessoas vão na internet. Isso seria esquisito.”
– Matthew Prince, presidente do Cloudflare.

Tanto o seu provedor de internet quanto o OpenDNS, Google DNS e outros serviços podem colher dados sobre o histórico de sites que você acessa. O Google, porém, diz limitar a quantidade de informações recolhidas.

De quebra, o Cloudflare DNS pretende suportar as tecnologias DNS-over-TLS e DNS-over-HTTPS. Isso significa que as consultas serão criptografadas e assim seu provedor não vai ter ideia dos sites que você acessa.

Atualmente, nenhuma criptografia é empregada. Assim, mesmo que você use outro serviço DNS, seu provedor de internet pode continuar xeretando por quais lugares você navega. Falta agora um maior suporte de navegadores e sistemas operacionais.

A Mozilla, se valendo da sua imagem focada em privacidade e controle do usuário, deve transformar o Firefox no primeiro navegador a suportar estas tecnologias.

Como utilizar?

Se você está no Windows, aplique os endereços do resolvedor usando o programinha DNS Jumper. Se está no Android, use esse app aqui. Em outro sistema operacional? Quer configurar seu roteador? Veja como fazer em https://1.1.1.1.

Agora quer saber qual a pegadinha mesmo? Enquanto sua navegação deve ficar mais veloz, os sites dos clientes do Cloudflare serão os maiores beneficiados. Outra coisa é que este seria um dia meio incomum para lançar um serviço de verdade, não é?

Isso acontece pois, nos Estados Unidos, primeiro de abril se escreve 4/1. Isso acaba virando uma piada bem fraquinha com relação ao endereço do resolvedor.

Diga o que achou

Seu endereço de e-mail não vai ser publicado. Campos obrigatórios contém um *